MATERIAL DE REVISÃO DO DESCONTO PREVIDENCIÁRIO PARA HOMENS

Este material aborda uma questão muito prejudicial criada pelo fator previdenciário, que é a expectativa de vida irreal para homens e mulheres. O fator previdenciário foi criado em 1999 e em sua fórmula optou-se por considerar no cálculo o quanto de vida ainda teria o segurado, fato este que poderia reduzir a sua aposentadoria, ou seja, quanto mais cedo se aposentasse, menos receberia, criando uma espécie de idade mínima para aposentação. Ocorre que esta expectativa de vida seria divulgada pelo IBGE atendendo ao INSS ano a ano. 

O certo seria que houvesse uma expectativa de vida para o homem e outra para a mulher, devido aos diversos fatores diferenciadores entre os sexos, porém, o INSS determina na legislação que seja uma média entre um e outro. Isto prejudica imensamente o homem que vive normalmente menos que a mulher, enquanto as mulheres são beneficiadas pelo cálculo. 

Esta revisão é para todos a partir de 1999 que tiveram a incidência do fator previdenciário em seu benefício (respeitada a decadência do art. 103 da Lei 8.213/91) até os dias atuais e no material você tem decisão favorável, modelo de petição, orientações sobre documentação, prescrição, enquadramento, etc.